Grafoscopia e o Perito Grafotécnico

Data: 16/01/2018 | Fonte: Perícia Grafotécnica SP

A letra e forma com que as pessoas escrevem podem ser tão únicas como a impressão digital delas. Através do estudo da grafoscopia é possível identificar a letra de uma pessoa com base em outras escritas dela.

Essa técnica está presente tanto em ambientes mais formais como tribunais, como também em locais corporativos e pessoais. Assinaturas falsas, escrituras falsificadas e cheques adulterados estão cada vez mais comuns.

A grafoscopia é muito usada por empresas que querem reavaliar seus ativos imobilizados e por advogados que precisem de perito grafotécnico em processos que envolvam avaliação de imóvel.

Apesar de ter muitos mitos relacionados à grafia humana, é possível identificar fraudes de acordo com a escrita da pessoa. Para isso, vamos entender um pouco mais sobre esse assunto.

Grafoscopia e o Perito Grafotécnico

O que é grafoscopia?

Conhecida também por grafotécnica, a grafoscopia é uma parte da documentoscopia que estuda a escrita ou grafismo, verificando sua autenticidade através de estudos de características que nos individualizam.

É um exame que visa reconhecer a grafia comparando com outra, feito por perito grafotécnico. O perito compara os aspectos morfocinéticos de uma ou mais escritas que podem ser falsas, com uma escrita que é verdadeira, denominada padrão de conforto.

Geralmente a escrita autêntica é produzida antes do documento questionado, ou seja, eles utilizam uma escrita que já estava validada antes de surgir a nova escrita suspeita.

Porque utilizar a grafoscopia?

Os juízes e promotores contratam o perito grafotécnico para auxiliar de maneira clara, objetiva, profissional, inequívoca e conclusiva as questões e dúvidas relacionadas a lançamentos caligráficos que foram questionados nos tribunais.

Já as empresas e pessoas físicas costumam pedir auxilio para aferir a autenticidade ou não de um manuscrito, eliminando dúvidas e questões.

Entenda um pouco mais sobre a grafoscopia

Entender os sinais gráficos de alguém não é tarefa fácil, pois é um processo que envolve a aplicação de muita técnica e conhecimento profundo e efetivo.

O perito grafotécnico deve ter formação e capacitação suficiente para conseguir analisar todos os elementos que uma escrita compõe.

A autenticidade da grafia está além de identificar de quem ela pertence. É possível ver se ela foi alterada com emendas ou raspagens, ou então recuperar textos corrompidos ou apagados.

Tem também como verificar com a perícia grafotécnica se o que foi escrito foi feito sob coação, utilizando a guia da mão de outra pessoa.

Ao final das perícias são gerados laudos que fazem especificação de todos os detalhes analisados no exame e dão os resultados com clareza para que as pessoas que solicitaram entendam.

Como fazer a identificação gráfica?

Para identificar a grafia de alguém é preciso analisar diversos fatores. Na caligrafia existe algo chamado de imagem condutora formal. Esta imagem é como que a pessoa acha que as letras têm que parecer.

A escrita é feita a partir de movimentos da mão que são realizados a partir de impulsos que o cérebro dá para orientar a condução do traço. A imagem desse registro fica impressa no cérebro, que comanda a mão para executar.

Por isso que a grafia de uma pessoa é diferente da outra, pois duas pessoas podem tentar fazer o mesmo gesto, mas o cérebro não vai enviar a mesma ordem. O resultado pode ficar parecido, mas não idêntico a de outra pessoa.

Para chegar ao resultado final da escrita, existem vários fatores que influenciam na imagem, como por exemplo, tipo de tinta usada, idade da pessoa que está escrevendo, qualidade e firmeza do papel e condições psicológicas na hora da escrita.

Todas essas coisas podem afetar a maneira como as palavras são escritas e é a partir desses detalhes que é possível captar as peculiaridades de cada um.

Com isso é possível ver também que duas letras um pouco diferentes pertencem à mesma pessoa.

Se duas assinaturas são exatamente iguais, provavelmente uma é falsa. Porque quem pensou em falsificar irá atentar-se somente com o visual.

Resultado pericial

O perito só deve dar um resultado quando tiver certeza absoluta, pois isso pode afetar muitas coisas. O objetivo é sempre agir de forma correta e revelar a verdade.

Um processo nunca pode ser concluído baseado na semelhança das letras, pois quando alguém falsifica algo a primeira coisa a fazer é imitar o aspecto visual da escrita. Por isso o perito é chamado, para ir mais além do visual.

No caso de haver algum questionamento é preciso que o perito grafotécnico responda todos de maneira mais clara e objetiva possível.

O profissional da perícia pode utilizar a tecnologia como apoio para dar maior precisão, como o uso de lupas específicas, luzes especiais, microscópio, equipamentos de ampliação, etc.

Os peritos são os olhos da prova, mas não são tão comuns aqui no Brasil. Por isso, a grafoscopia deve ser cada vez mais estudada para ajudar a solucionar as questões de maneira inequívoca e sem injustiças.

Como contratar uma Perícia Grafotécnica ?

A Perícia Grafotécnica SP possui peritos altamente capacitados para fazer exame grafotécnico em toda a região de São José do Rio Preto e demais municípios do estado de São Paulo.

Para contratar, ligue (17) 3033-4422 ou clicar aqui e enviar uma mensagem.


Mais notícias...